sábado, 22 de fevereiro de 2014

Messi marca, mas defesa vacila, e Barcelona perde jogo e a liderança

Não foi uma derrota qualquer. Envolvido e desastroso defensivamente, o Barcelona conheceu o seu segundo revés no Campeonato Espanhol. Não apenas isso: perdeu também a liderança para o arquirrival Real Madrid após a 25ª rodada. Méritos ao Real Sociedad, dono de atuação coletiva louvável e merecedor da vitória por 3 a 1, no Estádio Municipal de Anoeta, uma espécie de caldeirão para os catalães - onde não vencem desde 2007.

Nem o clique de genialidade de Lionel Messi ajudou desta vez. O argentino chegou a marcar, igualou-se a Raúl na artilharia história do Espanhol (228 gols), mas viu a fragilidade de sua equipe prevalecer. Neymar , titular pela primeira vez desde que retornou de lesão, também estava em campo, mas pouco foi notado. Daniel Alves não saiu do banco de reservas.
 Antoine Griezmann comemoração Real Sociedad contra o Barcelona (Foto: AFP)Griezmann e Vela comemoram o segundo gol do Real Sociedad: vitória merecida dos donos da casa (Foto: AFP)
Foram o mexicano Vela e o francês Griezmann, na verdade, os responsáveis por uma noite memorável dos donos da casa. Sem esquecer das seguidas falhas de uma defesa comandada por Piqué e Bartra. Song (contra), o próprio Griezmann e Zurutuza anotaram para o Real Sociedad.

A equipe do criticado Tata Martino, expulso no intervalo por reclamar com a arbitragem, seguiu com 60 pontos e está em segundo. O Real Madrid, que derrotou o Elche mais cedo, por 3 a 0, no Santiago Bernabéu, é o novo líder, com 63 pontos. No domingo, o Atlético de Madrid visitará o Osasuña e pode igualar-se aos merengues - ou até mesmo ultrapassá-los se vencer por cinco gols de diferença. O Real Sociedad, por sua vez, é o quinto, com 43, e ainda sonha com uma vaga na próxima edição da Liga dos Campeões.
ANOETA É PEDREIRA

Para o Barcelona, jogar em Anoeta significou, especialmente nos últimos anos, uma dificuldade acima da média. Sem vencer no estádio desde 2007 (soma agora três derrotas e três empates), o Barça enfrentaria os usuais problemas no primeiro tempo. Alguns até por conta própria, deflagrado no gol contra de Song, originado de um cruzamento venenoso de Canales.

Além da bola aérea, a rotação do elenco se mostrou até certo ponto vilã. Dani Alves, Xavi e Sánchez ficaram no banco de reservas, enquanto Neymar pouco produziu - o brasileiro, titular pela primeira vez desde que retornou de lesão, foi marcado com bastante intensidade. Aos dez, chegou a mancar e ver Fàbregas aquecer no banco de reservas.
Neymar caído jogo Barcelona contra Real Sociedad (Foto: Reuters)Neymar foi marcado de perto e pouco produziu no jogo (Foto: Reuters)


Com Song e Busquets juntos no meio-campo, o Barça não conseguiu apresentar o antigo padrão de criatividade. A marcação do Real Sociedad era forte e concedeu apenas duas finalizações por parte dos visitantes. Messi só precisou de uma, aos 35 minutos do primeiro tempo, pouco depois de os mandantes abrirem o placar. 
MESSI 228

Num clique de genialidade, o argentino tabelou com Montoya, aproveitou-se do corta-luz de Busquets e colocou no cantinho de Claudio Bravo. Foi o seu 228º gol na liga espanhola, igualando-se desta forma a Raúl González na artilharia histórica. Apenas Telmo Zarra (251) e Hugo Sánchez (234) estão à frente. Em relação ao ídolo merengue, Messi precisou de 264 jogos para atingir tal marca, contra 550 de Raúl.

Apesar do empate relâmpago, a sensação era de que o resultado agradava mais ao Barça. Sabe-se lá porque Tata Martino revoltou-se com a arbitragem e foi expulso no intervalo. Talvez só tenha adicionado mais um problema à lista de sua equipe, opaca, frágil na defesa e até mesmo previsível.
Messi e Neymar comemoração Barcelona contra o Real Sociedad (Foto: Reuters)Messi chegou aos 228 gols no Campeonato Espanhol (Foto: Reuters)

DEFESA ENTREGA O OURO

Tata Martino passou a acompanhar o jogo das tribunas. Ele preferiu não fazer nenhuma substituição na volta para o segundo tempo, decisão que se mostrou um tiro no próprio pé. O Barça voltou mal e sua defesa ainda pior. Aos nove, Bartra cortou mal, Vela cruzou e Griezmann apareceu livre na direita para concluir e fazer o segundo. Quatro minutos depois, foi Griezmann quem deu a assistência para Zurutuza, sozinho, ampliar.

Piqué teve uma noite para ser esquecida. O zagueiro voltaria a falhar na etapa final, mas Vela não conseguiu aproveitar o passe açucarado de Xabi Prieto para transformar o placar em goleada. O chute colocado encontrou a trave direita de Valdés, que àquela altura só poderia cobrar de seus companheiros pela liderança perdida.
Messi derrota Barcelona contra Real Sociedad (Foto: AP)Craque argentino lamenta a segunda derrota do Barça no Espanhol (Foto: AP) 
Por San Sebastián, Espanha

Nenhum comentário: