segunda-feira, 2 de maio de 2016

Concurso Receita Federal para Auditor-Fiscal: Detalhes e estratégias para ser aprovado! Inicial de R$ 21 mil!

Um grande concurso para quem deseja ingressar na carreira fiscal deverá ser anunciado em breve. Trata-se da excelente oportunidade que será aberta pela Receita Federal do Brasil(Concurso Receita Federal), que fez pedido para 2 mil vagas para o posto de Auditor-Fiscal, que requer nível superior para qualquer área de formação.
O cargo é uma das funções típicas do Estado e oferece subsídio de R$ 30 mil no topo da carreira, além de diversos outros benefícios, tornando a seleção uma das mais disputadas pelos candidatos que almejam ingressar na área. Os selecionados são contratados sob o regime estatutário, que dá direito à estabilidade.

A seleção não deverá ser afetada pelos cortes anunciados pelo governo. Ela torna-se imprescindível, no atual cenário econômico do país, pois contribui para a arrecadação e o plano de ajuste fiscal. Vale lembrar que a suspensão de concursos em caráter temporário é uma prática que já chegou a ser adotada pelo Governo Federal em momentos de crise econômica, sem que representasse, efetivamente, congelamento de todos os concursos, o que poderia comprometer o bom desempenho dos serviços públicos.
Em casos especiais de falta de servidores e de extrema necessidade de serviços, como é o caso atual da RFB, que desempenha papel importante nas investigações da Operação Lava Jato, o Planejamento poderá voltar a conceder novas seleções, ou seja, o concurso para a Receita Federal tem chances de sair ainda em 2016.
Por isso, é bom que quem tem o sonho de alcançar a aprovação no posto inicie imediatamente os estudos, a fim de lograr êxito. Além da excelente remuneração, os auditores contam com muitas prerrogativas e peculiaridades da função. Fique por dentro de todos os detalhes dos últimos concursos e saiba mais sobre a carreira.
O cargo
O Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil (AFRFB) é a autoridade pública responsável pela Administração Tributária e Aduaneira da União. Possui como atribuição principal, na qualidade de autoridade administrativa, tributária e aduaneira, a função de presidir os procedimentos de fiscalização dos tributos internos federais e dos incidentes sobre o comércio exterior, culminando com o lançamento do crédito tributário (instituição do débito do contribuinte), atividade de sua competência exclusiva. Integra a Carreira de Auditoria da Receita Federal do Brasil, exercendo função essencial, típica e exclusiva de Estado.
Requisitos, organizadora, etapas do concurso e evolução do subsídio do cargo
Quem deseja se tornar Auditor-Fiscal da Receita Federal do Brasil precisa saber que é exigido nível superior em qualquer área e ser aprovado por meio do concurso Receita Federal 2016. A seleção, historicamente realizada pela Escola de Administração Fazendária (ESAF), é composta por provas objetivas e discursivas, exigindo um profundo conhecimento das mais diversas disciplinas. Não à toa, o certame é tido como um dos mais desafiadores do Brasil, exigindo dos candidatos um altíssimo nível de preparação, exigindo uma preparação pré-edital de muita dedicação.
Quem ingressar no próximo concurso da Receita Federal terá motivos para comemorar a vitória que a categoria obteve em 2016. É que, após acordo com o Ministério do Planejamento, a categoria teve seus vencimentos alterados e agora o menor valor é de R$ 21 mil, além de auxílio-alimentação no valor de R$ 458. A proposta do governo concede reajuste de 21,3%, em quatro anos até 2019, mais um bônus de eficiência de R$ 3 mil e R$ 1,8 mil mensais, respectivamente, para auditores e analistas. Benefícios que se estenderam aos futuros integrantes da carreira fiscal federal.
A partir do mês de agosto de 2016, o menor vencimento básico, relativo ao primeiro nível da tabela, passará a ser de R$ 18.296,20 e em janeiro de 2017 será de R$ 19.211,01. A esses valores deverá ser acrescido o auxílio alimentação no valor de R$ 458,00 e o bônus de eficiência, o qual será de R$ 3.000,00, de agosto a dezembro de 2016, e por volta de R$ 5.300,00, a partir de janeiro de 2017, segundo cálculos do Sindifisco Nacional. A remuneração mínima do último padrão em agosto de 2016 será de R$ 27.213,31.

Nenhum comentário: