quinta-feira, 5 de maio de 2016

Flamengo perde para o Fortaleza no Ceará

Empurrado pela torcida, o Fortaleza não se intimidou com o Flamengo - Foto: Jarbas Araújo/Site do Flamengo

O período de dez dias sem partida oficial não provocou melhorias no Flamengo. Sem apresentar evolução, o time rubro-negro decepcionou no retorno aos gramados e perdeu para o Fortaleza por 2 a 1, nesta quarta-feira, no estádio Castelão, em Fortaleza (CE). Com o resultado, os dois times voltam a se enfrentar no dia 18, no jogo de volta da segunda fase da Copa do Brasil.

A última vez que o Flamengo havia entrado em campo foi na derrota para o Vasco, no dia 24, por 2 a 0. Com a folga para treinos, a torcida aguardava um novo time e saiu frustrada, apesar do bom início, quando criou duas boas chances de gol. Aos 8, Mancuello recebeu cruzamento de Jorge e chutou forte. O goleiro Ricardo Berna defendeu. Aos 10, o argentino arriscou novamente e o goleiro pegou mais uma.
O Fortaleza apenas aguardava o contra-ataque. Quando teve a oportunidade, não desperdiçou. Com a defesa adversária desmontava, Everton encontrou Anselmo livre na área. O atacante apenas deu um toque para tirar Paulo Victor e fez 1 a 0.
Com o gol, os cearenses se fecharam ainda mais. O Flamengo explorou Fernandinho pela esquerda, porém sem sucesso. Com 67% de posse de bola, o rubro-negro voltou para o segundo tempo com a mesma falta de criatividade. A única chance foi no jogo aéreo, com Guerrero, em cabeceio para fora.

O peruano era a esperança do time. Após novo cruzamento, aos 20, Guerrero dominou no peito e chutou de canhota para empatar: 1 a 1. Quando o time demonstrava crescimento, novo revés. Aos 26, Felipe recebeu na direita, driblou a defesa e chutou forte de esquerda no ângulo de Paulo Victor: 2 a 1.

O novo golpe desestabilizou o Flamengo. Muricy Ramalho usou o banco de reservas, modificou o esquema e abandonou a formação com três atacantes. Tudo em vão. Aos 46, a última lamentação. Após cruzamento, a zaga cearense falhou e Ederson perdeu a chance de empatar o jogo no Castelão.

Nenhum comentário: