domingo, 16 de outubro de 2011

Concursos do Governo Federal abrem 138 vagas e inicial de quase R$ 15 mil

Os concursos para procurador da Fazenda Nacional e para advogado da União terão edital publicado ainda este ano. A informação é do próprio advogado-geral da União, Luís Inácio Adams, que afirmou ter assinado os editais de liberação para 138 vagas, sendo 68 para advogado e 70 para procurador, com aval da ministra do Planejamento, Miriam Belchior. Os cargos têm salário inicial de R$ 14.970.

A idéia da AGU (Advocacia-Geral da União) é promover o concurso para repor as recentes aposentadorias e outras vagas abertas nos últimos anos. No caso dos advogados da União, além das 68 oportunidades imediatas, é esperado que, em breve, outras 560 sejam preenchidas.

As vagas serão criadas a partir da aprovação do Projeto de Lei 7.580, de 2010, que tramita na Câmara dos Deputados.

O professor de direito e coordenador dos cursos jurídicos do Gran Cursos, Washigton Barbosa, explica que as duas profissões atraem muitos candidatos e os concursos são essenciais.
- Essas duas carreiras são concorridas e de prestígio tanto pela remuneração quanto pelas funções que exercem. São concursos exigentes e com muito conteúdo como as seleções de procurador da República e magistrado.

Barbosa recomenda aos candidatos interessados que se organizem e comecem a estudar o quanto antes, sem esperar a publicação do edital. Segundo ele, é possível aproveitar os editais anteriores para fazer a preparação.

- Quem quiser concorrer às vagas de advogado da União pode buscar o edital no site do Cespe [centro de concursos públicos da UnB] e para procurador, na Esaf [escola de concursos públicos]. Essas empresas foram responsáveis pelos últimos processos seletivos. Não convém deixar para estudar depois que saírem os novos editais, afinal, são 18 disciplinas com cobrança aprofundada de direito.

O professor de direito lembra que, ainda que sejam oferecidas 138 vagas imediatas, mais aprovados devem ser chamados a partir deste mesmo concurso, em função da permissão de se nomear 50% mais servidores do que o número de oportunidades descritas no edital.

Mais vagas
O Projeto de Lei 7.580/2010, que prevê a criação de 560 vagas para advogado da União, está em análise na CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) da Câmara dos Deputados.
A proposta, de autoria do Executivo Federal, já foi aprovada nas comissões de Trabalho, Administração e Serviço Público e de Finanças e Tributação. A pauta transita em caráter de prioridade.

Editais passados
O último concurso para advogado da União foi divulgado no final de 2008, quando foram oferecidas 86 vagas. A seleção foi realizada pelo Cespe (o edital pode ser acessado aqui) e tem validade até o fim deste ano.

No caso dos procuradores da Fazenda Nacional, a seleção mais recente foi em 2007 quando foram escolhidos 250 candidatos. Deste concurso, que foi realizado pela Esaf (o edital pode ser acessado aqui), ainda restam 176 candidatos aprovados para nomear, o que ainda deve ocorrer até dezembro. 
180 graus
Redação

Nenhum comentário: