domingo, 16 de outubro de 2011

PAN 2011 - Seleção feminina de handebol atropela EUA e estreia com vitória arrasadora

Seleção feminina de handebol atropela EUA e estreia com vitória arrasadora
Brasil colocou 40 gols de vantagem sobre as norte-americanas
A seleção feminina de handebol estreou com uma vitória arrasadora nos Jogos Pan-Americanos de Guadalajara neste sábado. A equipe brasileira, tricampeã e favorita a conquistar seu quarto ouro na competição, não tomou conhecimento dos Estados Unidos e venceu às adversárias pelo placar elástico de 50 a 10 (primeiro tempo terminou em 23 a 6).

Com um time bem organizado e entrosado, movimentando-se rapidamente pela quadra e utilizando muito bem seus contra-ataques, o Brasil dominou as norte-americanas, que erraram muitos passes durante o confronto e cederam muitas bolas ao eficiente ataque brasileiro.
A seleção também soube aproveitar seu forte poder defensivo e parou o ataque dos Estados Unidos. A experiente goleira Chana tomou apenas seis gols no primeiro tempo. Já a goleira Babi, que atuou durante a segunda etapa, foi vazada apenas quatro vezes.

Na próxima segunda-feira, o Brasil enfrenta a seleção do Uruguai.

O jogo
A partida começou eletrizante e bem disputada. O Brasil abriu o placar logo aos 27 segundos, com uma jogada bem trabalhada que resultou no tento da central Ana Paula. Logo em seguida, aos 56 segundos, os EUA empataram, mas as brasileiras foram rápidas na saída de bola e apenas 10 segundos depois fizeram 2 a 1.

Os Estados Unidos esboçaram certa força nos primeiros minutos do duelo e chegaram a demonstrar que dariam trabalho às brasileiras, mas a equipe verde-amarela se ambientou e se encontrou na partida. Aos 10 minutos do primeiro tempo, o Brasil já estava com o jogo nas mãos, impôs seu ritmo e se aproveitou dos erros do adversário para fazer contra-ataques, ponto forte do time brasileiro. O primeiro tempo terminou em 23 a 6 para o Brasil.

A segunda etapa continuou com as brasileiras fortes no ataque, com jogadas rápidas e gols saindo de todos os lados da área. O técnico do Brasil, Morten Soubak, aproveitou a vantagem para testar as jogadoras à sua disposição no banco de reservas: todas entraram em quadra e puderam ganhar ritmo na competição.

Nem mesmo o time reserva diminuiu o ritmo do Brasil, e o eficiente ataque se aproveitou das falhas das norte-americanas para roubar bolas e ampliar o placar. Os Estados Unidos também erraram na hora de concluir suas jogadas e perderam muitos gols ­ o primeiro tento americano no segundo tempo veio só aos 8 minutos e 40 segundos.

A oito minutos do final do confronto, o Brasil vencia por 40 a 10 e, apesar da facilidade encontrada diante das americanas, o time não diminuiu sua força de vontade e garra. O confronto terminou com 40 bolas de vantagem para as brasileiras, que voltam a jogar na segunda-feira, dia 17, às 23h (Brasília) contra o Uruguai.

Nenhum comentário: