quarta-feira, 30 de novembro de 2011

BNB e Governo do Estado firmam convênio para fortalecimento da cajucultura

O Banco do Nordeste e a Secretaria Estadual da Agricultura, da Pecuária e da Pesca (SAPE), firmaram convênio para a realização do diagnóstico da cajucultura estadual e recuperação de pomares no território Açu – Mossoró.
 
Com assistência técnica e extensão rural da Emater e pesquisas desenvolvidas e aplicadas pela Emparn, a parceria pretende desenvolver a cadeia produtiva do caju, atividade que está entre as prioritárias para o Governo do Estado, implementando ações direcionadas para o aumento da produção, produtividade, melhoria da qualidade e competitividade dos produtos, visando agregar valor à cultura do caju.

Os municípios de Mossoró, Serra do Mel, Areia Branca, Carnaubais e Assu serão beneficiados pelo Programa de recuperação e expansão da cajucultura, pois são pólos de produção onde essa atividade é importante no contexto econômico. Nessa região será aplicada pesquisa com os produtores rurais para conhecer melhor a situação atual do setor.
Esse convênio se insere nas ações e objetivos do Acordo de Cooperação assinado entre o Banco do Nordeste e o Governo do Estado do Rio Grande do Norte, na oportunidade em que o presidente do BNB, Jurandir Vieira Santiago, esteve com a governadora Rosalba Ciarlini, em Natal, no dia 22 de julho. 

Os convênios, parcerias e projetos executivos que forem firmados ao amparo desse Acordo de Cooperação, possibilitarão o estabelecimento de ações conjuntas de fortalecimento da base produtiva do Estado do Rio Grande do Norte, entre o BNB e o Governo do Estado, nas áreas relacionadas ao Desenvolvimento Local Sustentável, promoção de investimentos, turismo e negócios, infraestrutura, ciência, tecnologia e inovação.

Os recursos que serão disponibilizados pelo convênio são provenientes do Fundo de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - FUNDECI, administrado pelo Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste – ETENE, do Banco do Nordeste, que tem a função de incentivar a realização de estudos e pesquisas científicas, bem como a difusão de tecnologias, com vistas a potencializar a capacidade produtiva dos produtores da região.


Imagem (Bitmap independente de dispositivo)

Nenhum comentário: