sexta-feira, 18 de novembro de 2011

FACULDADE CATÓLICA SANTA TERESINHA: NOTA DE ESCLARECIMENTO


FACULDADE CATÓLICA SANTA TERESINHA
NOTA DE ESCLARECIMENTO

A Faculdade Católica Santa Teresinha, vem por meio desta esclarecer alguns fatos que foram divulgados nos blogs da nossa cidade e nos demais  meios de comunicação.

Foi noticiado que a FACULDADE CATÓLICA SANTA TERESINHA foi reprovada no Conceito de avaliação do MEC e que o mesmo anunciou o fechamento de 50 mil vagas em instituição com problemas de qualidade dos cursos.

De acordo com a página do MEC, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep), do Ministério da Educação é o órgão responsável pela avaliação dos Cursos de Ensino Superior. A avaliação é baseada na análise das condições de ensino, em especial aquelas relativas ao corpo docente, às instalações físicas, ao projeto pedagógico e ao resultado dos alunos no Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade).

O Índice Geral de Cursos (IGC) é uma das medidas usadas pelo Inep para avaliar as instituições de educação superior, públicas e privadas. O IGC é um indicador expresso em conceitos, com pontuação variável de um a cinco pontos. Uma instituição que obtenha de três a cinco pontos atende de forma satisfatória; abaixo de dois a atuação é insatisfatória. O IGC de uma instituição é resultado da média ponderada do Conceito Preliminar de Curso (CPC), indicador de avaliação de cursos de graduação, e obedece a um ciclo de três anos, em combinação com o resultado do Enade, que mede o desempenho dos estudantes. 

O Conceito Preliminar de Curso (CPC) é um índice que avalia os cursos de graduação. Os instrumentos que subsidiam a produção de indicadores de qualidade dos cursos são o Enade, aplicado a cada ano por grupo de áreas do conhecimento, e as avaliações feitas por especialistas diretamente na instituição de ensino superior. Quando visitam uma instituição, os especialistas verificam: as condições de ensino, em especial aquelas relativas ao corpo docente, às instalações físicas e à organização didático-pedagógica.
A instituição de ensino superior que tenha obtido, no percurso de três avaliações, duas vezes o IGC insatisfatório (nota 1 a 2), desde que o último índice seja insatisfatório, responderá  a um processo administrativo de supervisão instaurado pelo MEC. Além disso, a instituição assina termo de saneamento das deficiências, com prazo de duração de um ano.

Após o período de saneamento das deficiências, é verificado se a instituição cumpriu o que foi pactuado no termo de saneamento. Nos casos do cumprimento dos requisitos de qualidade, o processo é encerrado. Se não alcançou a meta estipulada, o MEC instaura um processo administrativo para descredenciamento da instituição ou encerramento do curso. Neste caso, os estudantes matriculados têm garantia de conclusão do curso, podendo também solicitar transferência para outra instituição e completar a graduação.

Com base nas informações acima, tiradas da página do MEC, e das avaliações realizadas pelo MEC na FACULDADE CATÓLICA SANTA TERESINHA, informamos:

O Curso de Administração da Faculdade Católica Santa Teresinha passou pelo primeiro ENADE, no ano de 2009, onde foram avaliados os alunos ingressantes e os alunos concluintes do ano de 2009, obtendo nota 2. 

Vale salientar que o MEC em 2005 autorizou a Faculdade Católica Santa Teresinha a implantar o Curso de Administração com habilitações em Gestão da Pequena Média Empresa e Administração com habilitação em Gestão de Sistema de Informação, no entanto o conteúdo que foi cobrado no ENADE de 2009, não contemplava as habilitações, o que prejudicou e muito os nossos alunos. 

Devido a essa nota no ENADE a instituição recebeu a orientação do MEC para enviar um plano de melhoria e recentemente a Faculdade Católica Santa Teresinha, passou por uma visita do MEC para o recredenciamento da Instituição e ficou com nota 3, ou seja, considerada SATISFATÓRIA.

Desde o ano de 2010 a FACULDADE CATÓLICA SANTA TERESINHA vem implantando as melhorias proposta ao MEC, dentre as quais a modificação da grade,  para se adequar a realidade dos cursos de Administração a nível nacional e consequentemente,  as próximas avaliações do ENADE. 

Diante de tais esclarecimentos, queremos tranqüilizar aos nossos alunos e a população em geral que a FACULDADE CATÓLICA SANTA TERESINHA sempre honrou com sua missão que é contribuir para o desenvolvimento da região do Seridó com a formação de profissionais íntegros, conscientes e aptos para o mercado de trabalho. 

Em nome de todos que fazem a FACULDADE CATÓLICA SANTA TERESINHA agradecemos a confiança e o apoio dos nossos alunos e da comunidade em geral.
Caicó(RN), 18 de novembro de 2011.

Suzana Nobre
Diretora Geral

Nenhum comentário: