quarta-feira, 30 de novembro de 2011

Fátima Bezerra renova pedido de VLT a Dilma Rousseff em São Gonçalo do Amarante

Durante a  cerimônia de assinatura do convênio do Aeroporto Internacional de São Gonçalo do Amarante nesta segunda-feira (28), a deputada federal Fátima Bezerra (PT) entregou à presidenta Dilma Rouseff ofício renovando o pedido para que o Governo Federal dê prioridade ao projeto que trata da implantação do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT)  em Natal e Região Metropolitana.

Já encontra-se em análise no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) 2  o projeto apresentado pelo Governo do Estado que trata do VLT para Natal.  O esforço de Fátima Bezerra é no sentido de garantir não apenas o VLT em Natal, mas ampliá-lo para a Região Metropolitana.

A deputada federal afirmou que esse era um momento oportuno para fortalecer a discussão em torno da mobilidade urbana da RMN. “A integração entre o novo aeroporto e uma eficaz estrutura ferroviária e rodoviária do seu entorno  são essenciais para o desenvolvimento social e econômico sustentável da Região”, defendeu. A luta pela concretização do VLT por Fátima Bezerra é de longa data.  Teve início no Governo Lula, e no atual Governo ela já se reuniu diversas vezes com a ministra do Planejamento, Miriam Belchior, o ministro das Cidades, Mário Negromonte, e  o superintendente da CBTU, Francisco Colombo, para tratar do tema.
Subscreveram o documento a governadora Rosalba Ciarlini (DEM), a bancada federal potiguar e os prefeitos da Região Metropolitana de Natal, presentes no evento.

Antes de os discursos começarem, Fátima Bezerra perguntou à presidenta se ela havia percebido do carinho das centenas de pessoas que se aglomeravam em frente ao palco. “Vi, ouvi e agradeço”, disse Dilma Rousseff.

Foi justamente falando do carinho dos potiguares, e portanto quebrando o protocolo, que Dilma Rousseff começou o discurso.

Ela agradeceu o “apoio afetivo” que recebeu das pessoas ao chegar e chamou os potiguares de “guerreiros” e “homens e mulheres fortes”. A presidenta também elogiou a boa convivência entre  situação e oposição no estado, a capacidade de união frente à questão do aeroporto e lembrou que a concretização da obra começou ainda no governo Wilma de Faria.

Em seu discurso, Rosalba Ciarlini reconheceu o esforço do governo Lula e e terminou a fala dando “vivas” à presidenta.

Dilma Rousseff disse que o novo aeroporto não é importante apenas para o Rio Grande do Norte e para o Nordeste, mas para o país. “Temos nesse aeroporto uma vantagem que você não tem em vários do Brasil: uma retroárea estratégica para o país. É também o maio em termos de tamanho e qualidade de pista. É importante que saibamos usar a oportunidade que temos aqui”.

A presidenta também afirmou que o Brasil “só será equilibrado se não houver desigualdade regional”. “O Brasil começou no Nordeste. Quando ganha em autoestima, o Brasil tem que olhar também para o Nordeste, para o Rio Grande do Norte, para São Gonçalo do Amarante e todas as cidades pequenas”.

O consórcio vencedor terá três anos para construção dos terminais do aeroporto. Segundo a Anac, o valor investido pelo consórcio será de R$ 650 milhões. A concessão vai valer por 28 anos, com possibilidade de ser renovada por mais cinco.

Nenhum comentário: