quinta-feira, 23 de fevereiro de 2012

Loco Abreu perde pênalti e Fluminense encara o Vasco na final da Taça Guanabara

Do UOL, no Rio de Janeiro

O Fluminense está na final da Taça Guanabara. O time de Diego Cavalieri, que pegou duas cobranças, se classificou após vencer o Botafogo nas cobranças de pênaltis por 4 a 3. No tempo normal, as equipes empataram por 1 a 1, com gols de Elkeson para o Alvinegro e Leandro Euzébio para o Tricolor, todos no segundo tempo. A final será contra o Vasco, no domingo, às 17h, no mesmo estádio,


Sem poder contar com Maicosuel, o técnico Oswaldo de Oliveira só divulgou minutos antes da partida que Herrera seria o substituto e que Felipe Menezes ficaria no banco de reservas. O jogo começou muito movimentado com ambas as equipes visando o gol. O Fluminense tinha como ponto forte o lado direito, onde Wellington Nem com muita velocidade e dribles era perigoso. Já o Botafogo, usava do toque de bola rápido para chegar à área do adversário. O que chamou atenção no início da partida foi o duelo em particular de Fred e Antônio Carlos. O zagueiro cometeu três faltas em menos de dez minutos e recebeu o cartão amarelo.


Elkeson era boa opção, chamando a responsabilidade e quase abriu o placar aos 13 minutos, em cobrança de falta espalmada por Diego Cavalieri. Fred, por outro lado respondeu no minuto seguinte, mas o atacante chutou em cima de Jefferson, que ainda defendeu o rebote de Deco impedido. Bruno e Thiago Neves, que até então ainda não haviam aparecido tiveram seu primeiro lance de destaque aos 19 minutos. O lateral puxou contra-ataque e cruzou na medida para o meia cabecear com extremo perigo. O que no inicio do jogo dava certo para o Botafogo passou a ser um problema. O Alvinegro errava muitos passes e permitia que o Tricolor puxasse rápidos contra-ataques.


A partir dos 30 minutos, Andrezinho e Elkeson subiram de produção na partida e o Botafogo passou a dominar as ações, o que não ocorria até então. O camisa 10 inclusive participou de dois lances perigosíssimos. No primeiro, ele levantou na área e Fred quase marcou contra. Em seguida, recebeu na entrada da área, chutou cruzado e quase abriu o placar. Na volta do intervalo, os técnicos decidiram por não fazer nenhuma alteração.


A segunda etapa começou da mesma forma como terminou a primeira. O Botafogo buscava atacar, mas errava passes e o Fluminense aproveita para contra-atacar. Assim, o Tricolor quase abriu o placar com Wellington nem aos 2min, mas este chutou para fora. Logo em seguida, foi a vez de Fred desperdiçar grade oportunidade. Thiago Neves cobrou escanteio rápido e o camisa nove sozinho cabeceou para fora. A forte marcação tricolor impedia que o time de Oswaldo de Oliveira tivesse a posse de bola, o que garantia ao Flu ficar mais próximo ao ataque, mas sem que criasse chances de gol.


Aos 14 minutos, o Fluminense teria aberto o placar se o Botafogo não tivesse Jefferson como goleiro, defendendo uma cabeceada de Thiago Neves. Na sequência, Wellington Nem driblou Márcio Azevedo na área e caiu. Péricles Bassols estava em cima do lance e nada marcou. Loco Abreu, que teve recuperação em tempo recorde de um estiramento na coxa direita, não teve boa atuação e pouco tocou na bola. O Tricolor fazia um segundo tempo superior, mesmo que não criasse oportunidades de gol. Perdido, o Glorioso se segurava do jeito que podia sem, nem ao menos, ameaçar o gol de Diego Cavalieri.


O jogo ia se aproximando do fim e o Fluminense não teve o mérito de fazer o gol mesmo melhor na partida. O Botafogo não tem nada com isso e aproveitou uma das únicas chances para abrir o placar. Aos 29min, Herrera puxou contra-ataque e rolou para Elkeson tocar na saída de Cavalieri, 1 a 0. Sem ter outra alternativa, o Tricolor partiu para cima e chegou ao empate cinco minutos depois. Bola levantada na área, a zaga alvinegra fez linha de impedimento de forma equivocada e Leandro Euzébio ficou livre para deslocar Jefferson e igualar, 1 a 1. As equipes até que tentaram, mas a rede não balançou novamente e a classificação para a final da Taça Guanabara seria decida nos pênaltis.


Fred e Andrezinho converteram suas cobranças, mas Jean bateu fraco para defesa de Jefferson. Herrera colocou o Botafogo na frente, mas Thiago Neves empatou. Lucas foi confiante, mas Diego Cavalieri se esticou e impediu o terceiro. Rafael Moura colou o Flu novamente em vantagem. Renato empatou, assim como Anderson. Loco Abreu precisava marcar para manter o Glorioso na briga, mas o uruguaio perdeu o Fluminense se classificou para a final da competição.

Personagens da Partida

Melhores

  • Jefferson 
    Fez grande partida e salvou o Botafogo em algusn lances da partida
  • Deco 
    Fez assistência para o gol de empate em momento decisivo na partida

Piores

  • Carlinhos 
    Mal na partida, estava muito preocupado com as subidas de Lucas
  • Loco Abreu 
    Não tocou na bola. Sua recuperação recorde de lesão na coxa de nada adiantou

Resumo da Partida

Nenhum comentário: