terça-feira, 27 de março de 2012

Com imitações de Otávio Mesquita e Boris Casoy, "Pânico" promete o mesmo programa na Band, mas com mais qualidade

  • Emilio Surita, Sabrina Sato e o humorista Carioca participam de coletiva de lançamento do "Pânico" na Band (23/3/2012)
    Emilio Surita, Sabrina Sato e o humorista Carioca participam de coletiva de lançamento do "Pânico" na Band (23/3/2012)
"Não é um novo programa. É o mesmo 'Pânico' com um visível ganho de produção". É assim que um diretor da Band resume a nova atração da casa, cuja estreia está confirmada para este domingo, 1 de abril, às 21h.
Segundo Alan Rapp, diretor da atração, o elenco está quase completo. Falta ainda escolher uma "panicat". Todas as antigas dançarinas de palco foram afastadas e um novo elenco de "ninfetas", nas suas palavras, está sendo contratado. "Até domingo, estará fechado", disse.
"Quis reformular o perfil das meninas", explicou. "Elas foram escolhidas a dedo", disse, arrancando gargalhadas pelo duplo sentido.

Elenco do "Pânico" fala sobre estreia na Band

Foto 1 de 12 - Sabrina Sato fala em evento sobre a estreia do Pânico na Band (27/3/12) Manuela Scarpa/Photo Rio News
"As panicats têm que ter carisma, simpatia e empatia com o público masculino. E bunda, mas não bunda gigante", definiu o diretor do programa, diante das insistentes perguntas a respeito.
A gente acredita que vocês vão gostar das novas panicats, especialmente os adolescentes. O perfil 'bombadão' não interessa mais.
Alan Rapp, diretor do "Pânico"
"A gente acredita que vocês vão gostar das novas panicats, especialmente os adolescentes. O perfil é de ninfetas. O perfil ' bombadão' não interessa mais. A gente olhava para elas na televisão e parecia o Roberto Carlos", disse Rapp, referindo-se ao jogador de futebol.
A emissora também confirmou que o "Pânico" será reprisado às sextas, às 21h20, tal como era na RedeTV!, onde o programa nasceu e foi exibido por quase dez anos.
Em evento realizado num restaurante na Vila Olímpia, a equipe conversou com jornalistas e apresentou o novo integrante da trupe, o humorista Guilherme Santana, que fará o personagem "Otário Mesquita", uma sátira ao apresentador Otávio Mesquita, da própria Band. Santana também fará um tipo inspirado em William Bonner, o apresentador do "Jornal Nacional", da Globo. O jornalista Boris Casoy é outro que ganhará imitação do "Pânico".
"Cada um no seu quadrado"
Emilio Surita, criador e apresentador do "Pânico", também falou sobre convivência com "CQC". "A gente sempre dividiu porta de festa. Sempre de forma amistosa", disse Surita. "Mas ninguém morre de amores pelo 'CQC'. A gente se respeita".
Em outro momento da entrevista em que a nova atração da Band foi apresentada, ele voltou ao assunto: "A gente tem o nosso mundo, o 'CQC' tem o mundo dele. Cada um no seu quadrado, cada um no seu mundo."
Tanto Surita quanto Rapp evitaram fazer previsões muito otimistas sobre o sucesso do "Pânico" na Band. "A expectativa é o público vir com a gente. Não agora no começo, mas a meta é atingir a mesma audiência que atingia na RedeTV!".
Surita disse também: "A gente não quer mudar muito. Nâo pode ser um programa diferente do que o público está acostumado".
Num vídeo de quatro minutos, exibido para os jornalistas, o "Pânico" mostrou, de fato, poucas novidades. Trechos de um novo quadro, "O Maior Arregão do Mundo", uma sátira aos realitiy shows, foram mostrados, bem como de "Prainha Gente Fina", um quadro que vai agregar diferentes atrações na praia. 


Mauricio Stycer
Do UOL, em São Paulo

Nenhum comentário: