domingo, 13 de outubro de 2013

VETTEL BATE WEBBER NA TÁTICA, GROSJEAN NA PISTA E VENCE A 9ª DO ANO


Após cair para terceiro na largada, alemão retardou suas duas paradas e, com pneus mais novos, deu o bote sobre o francês da Lotus no fim; Massa foi o 10º



Leonardo Felix
Sebastian Vettel, da Red Bull, em Suzuka (Foto: AP Photo/Shuji Kajiyama)/Shuji Kajiyama)

Pode até largar mal, cair para terceiro, ver o francês da Lotus brilhar na primeira metade da prova e seu companheiro de equipe tentar o “pulo do gato” com uma estratégia diferenciada. Mas não tem jeito. O momento é total de Sebastian Vettel, que conquistou neste domingo, no GP do Japão, 15ª etapa da temporada 2013 da F1, sua nona vitória no ano, sendo a quinta obtida de forma consecutiva.
Partindo da segunda posição do grid, graças a um problema de Kers que custou a pole no sábado, o líder do campeonato arrancou mal e perdeu um posto para Romain Grosjean, além de tomar um toque de Lewis Hamilton e passar as primeiras voltas com suspeitas de um dano na asa dianteira.
Refeito do mau começo, o tricampeão mundial fez dois primeiros trechos conservadores, poupando pneus para retardar suas paradas e tentar um pitstop a menos em relação a Mark Webber, que vinha em segundo e pressionava o campeão de 2011 da GP2, líder com autoridade das primeiras voltas. Quando saiu de sua segunda troca de pneus, a 15 passagens do final, em terceiro, Vettel aproveitou toda a aderência de seus pneus duros novos e, sem precisar economizar, ultrapassou Grosjean logo de cara, subindo a segundo.
Cinco giros depois, Webber parou pela terceira vez e deixou a liderança com o jovem de 26 anos, que não mais saiu dela até a linha de chegada. O veterano ainda regressou à pista com compostos médios e possibilidade de reduzir o déficit, mas não teve o mesmo poder decisivo do colega e ficou preso atrás do francês por cinco voltas, jogando fora as chances de faturar sua primeira vitória no ano.
Sendo assim, Vettel coletou o 35º troféu de vencedor na carreira – o quarto só em Suzuka. Webber ainda conseguiu se livrar de Grosjean na penúltima passagem, garantindo a dobradinha da Red Bull, em segundo, enquanto o francês concluiu uma atuação de destaque com o positivo terceiro lugar.
Fernando Alonso fez mais uma corrida combativa, com ultrapassagens que lhe garantiram sair de oitavo para quarto na linha de chegada, logo à frente de Kimi Raikkonen, outro a fazer uma campanha de recuperação, em quinto. Nico Hulkenberg continua a impressionar com a Sauber, em sexto, tendo recebido a bandeirada um posto acime do companheiro Esteban Gutiérrez. Sétimo, o mexicano marcou seus primeiros seis pontos na F1.
O brasileiro Felipe Massa começou a etapa japonesa com força, segurando o companheiro de Ferrari por várias voltas em quinto. Após ser ultrapassado pelo bicampeão espanhol, entretanto, ele sofreu uma punição por excesso de velocidade nos pits e, depois, foi ultrapassado por Nico Rosberg e Jenson Button, completando apenas em décimo.
Com tal configuração, Vettel subiu a 297 pontos no Mundial de Pilotos e abriu 90 com relação a Alonso. Para ser tetra já no GP da Índia, com três rodadas de antecipação, o germânico precisa agora de um singelo quinto lugar, independente de qualquer outro resultado. Subindo a 207, o bicampeão asturiano ainda abriu 30 pontos de frente sobre Raikkonen, que subiu a 177 e retomou o terceiro posto na tabela de Hamilton, estacionado com 161. Massa segue em sétimo, com 90.
Nos construtores, a Red Bull acumulou 445 e expandiu para 148 a vantagem sobre a Ferrari, ficando também bastante próxima do quarto título, restando 172 em disputa. O GP da Índia, 16ª etapa do campeonato, será disputado daqui a duas semanas, em 27 de outubro.
VOLTA-A-VOLTA DO GP DO JAPÃO:
Volta 1: Webber, para variar, arranca mal, e desta vez é acompanhado por Vettel. Grosjean aproveita e pula para a ponta. Hamilton também tenta superar os dois Red Bulls, mas toca no carro do alemão, furando seu pneu traseiro esquerdo. Massa se sustenta em quinto, logo à frente de Alonso. Lá atrás, Giedo van der Garde e Jules Bianchi batem e geram amarela localizada nas duas primeiras pernas do traçado.
Grosjean pula na frente após largada do GP do Japão (AP Photo/Shuji Kajiyama)
Grosjean pula na frente após largada do GP do Japão (AP Photo/Shuji Kajiyama)
Volta 2: Hamilton leva sua Mercedes com o pneu dilacerado para os boxes. Após a troca, regressa em 20º e último. Via rádio, a Red Bull informa a Vettel que seu aerofólio não sofreu danos no toque com Hamilton, e alemão segue em terceiro, atrás de Webber e do líder Grosjean.
Volta 6: Vettel pisa com as rodas esquerdas na grama da saída da curva 1, mas segue em frente sem sustos.
Volta 9: com ritmo extremamente ruim, Hamilton retorna aos boxes, desta vez para abandonar. Seu companheiro de Mercedes, Rosberg, escapa da pista na curva 1 e quase perde posição para Massa e Alonso.
Volta 11: Hulkenberg, que vinha em sétimo, adentra os pits para o primeiro pitstop da tarde entre os dez primeiros, trocando os compostos médios pelos duros.
Volta 12: sem conseguir passar na pista, Webber tenta o bote contra Grosjean ao antecipar sua primeira parada. Massa e Raikkonen também procuram os pits e os três voltam com pneus mais duros. Para o brasileiro, o pit em 2s6 não foi suficiente para evitar que Hulkenberg ganhasse sua posição.
Volta 13: Grosjean, Rosberg e Pérez são os próximos a trocarem seus arcos. Os dois últimos quase se tocam dentro do pitlane, em lance que gera uma punição de passagem pelos boxes ao alemão da Mercedes.
Volta 14: Vettel surpreende com uma tática diferenciada e continua na pista, enquanto Alonso ruma aos pits e realiza sua primeira parada, escolhendo os compostos duros para a sequência.
Volta 15: Vettel enfim para e coloca borracha de tarja laranja. Como a vantagem para Rosberg era enorme, ele ainda retoma a prova em terceiro. Agora, somente Daniel Ricciardo está com seus calçados originais, ocupando a quarta colocação.
Acidente entre Van der Garde e BIanchi na primeira curva (AP Photo/Shuji Kajiyama)
Acidente entre Van der Garde e BIanchi na primeira curva (AP Photo/Shuji Kajiyama)
Volta 20: Alonso aproveita a proximidade do pelotão liderado pelo lento Ricciardo, abre a asa móvel e despacha Massa pelo sexto lugar na reta dos boxes. Pouco depois, Hulkenberg toma o quarto lugar do australiano da Toro Rosso, usando a temida 130-R para tal.
Volta 21: Alonso também supera Ricciardo, deixando a encrenca para Massa. Preso atrás da Toro Rosso, o brasileiro coloca duas rodas na grama na curva 9 e quase é ultrapassado por Esteban Gutiérrez no hairpin.
Volta 22: Ricciardo finalmente realiza seu primeiro pitstop e deixa o pelotão livre.
Volta 24: em segundo, Webber aperta o ritmo e reduz distância em relação a Grosjean para menos de um segundo. Começa a briga pela liderança.
Volta 26: Webber tenta novamente dar o “pulo do gato” na estratégia, sendo o primeiro dos líderes a partir para o segundo pit. Novo jogo de duros para o veterano.
Volta 29: Massa pratica sua segunda parada e insere mais um jogo de compostos duros.
Volta 30: Grosjean vem para sua segunda parada. Novo quarteto de arcos duros para o francês, que perde posição para Webber. Hulkenberg acompanha a estratégia.
Volta 31: Alonso para pela segunda vez, insere um novo set de banda laranja e retorna ainda atrás de Hulkenberg. Um giro mais tarde, é a vez da segunda troca do dia para Raikkonen.
Massa começou a prova bem, mas depois tomou um drive through, perdeu ritmo e fechou a zona de pontos (AP Photo/Shuji Kajiyama)
Massa começou a prova bem, mas depois tomou um drive through, perdeu ritmo e fechou a zona de pontos (AP Photo/Shuji Kajiyama)
Volta 35: Massa cumpre um drive through por exceder o limite de velocidade dos boxes em seu segundo pitstop. O brasileiro, que até então vinha em sexto, logo atrás de Alonso, retorna em 11º.
Volta 38: Vettel finalmente faz a segunda parada, retomando a corrida com compostos duros para as 16 voltas finais. Ele regressa em terceiro, atrás de Grosjean e do líder Webber.
Volta 41: com muito mais aderência, Vettel aperta Grosjean, coloca por dentro na reta principal e, apesar do esforço de francês, deixa a Red Bull em condição de dobradinha pela primeira vez na prova.
Volta 43: Webber conclui o plano de três paradas, contra duas dos rivais. O australiano agora é terceiro, a 5s4 de Grosjean e 8s1 de Vettel. Sua grande vantagem é estar calçado com pneus médios. Em nono, Pérez fura o pneu traseiro esquerdo em um toque com Rosberg na última chicane. Parada extra para o mexicano.
Volta 46: depois de passar um GP e meia atrás de Hulkenberg, Alonso ultrapassa o alemão da Sauber por fora na curva 1 e assume o quarto posto.
Volta 47: Webber cola em Grosjean, mas não consegue a ultrapassagem, fica preso atrás do volante da Lotus e facilita a vida de Vettel.
Volta 51: Raikkonen faz bela passagem por fora sobre Hulkenberg, na última chicane, assumindo a quinta posição.
Volta 52: finalmente Webber se livra de Grosjean e garante a dobradinha da Red Bull, porém já sem chances de brigar com Vettel.
Volta 53: Vettel recebe a quadriculada e celebra mais uma vitória no ano!
Sob os olhares de Webber e Grosjean, Vettel recebe o troféu de vencedor em Suzuka (AP Photo/Shizuo Kambayashi)
Sob os olhares de Webber e Grosjean, Vettel recebe o troféu de vencedor em Suzuka (AP Photo/Shizuo Kambayashi)
DESTAQUE POSITIVO
Romain Grosjean. Esta foi, de longa, a melhor atuação do francês na F1. Sóbrio e consistente, o piloto da Lotus se intrometeu na supremacia da Red Bull, deu emoção à prova e bateu o badalado companheiro Kimi Raikkonen com autoridade neste domingo.
DESTAQUE NEGATIVO
Felipe Massa. Após um bom início, bobeou quando segurado por Ricciardo e Hulkenberg, permitindo a ultrapassagem de Alonso mesmo com a asa móvel aberta. Depois, excedeu o limite de velocidade nos pits, fez um fim de prova ruim e chegou só em décimo. Para piorar, viu Grosjean encostar no campeonato e pode fechar o ano como o “pior das quatro grandes”. De erro em erro (mesmo que os menores), de mau resultado em mau resultado, o brasileiro se torna uma opção cada vez menos vistosa para as equipes com vagas boas para 2014.
CURIOSIDADE
Esta é a primeira vez na carreira que Sebastian Vettel vence cinco GPs consecutivos na carreira. O recorde é de Alberto Ascari e Michael Schumacher, com sete triunfo seguidos para cada.
Resultado Final – Suzuka:
Pole position: Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault), 1min30s915
Melhor volta: Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault), 1min34s587
Líderes: Romain Grosjean (voltas 1-13 e 16-30); Sebastian Vettel (voltas 14-15, 31-38 e 44-53); Mark Webber (voltas 39-43)
Pos.Piloto (Nac./Equipe)Tempo
1º.Sebastian Vettel (ALE/Red Bull-Renault)53 voltas em 1h26min49s301
2º.Mark Webber (AUS/Red Bull-Renault)a 7s1
3º.Romain Grosjean (FRA/Lotus-Renault)a 9s9
4º.Fernando Alonso (ESP/Ferrari)a 45s6
5º.Kimi Raikkonen (FIN/Lotus-Renault)a 47s3
6º.Nico Hulkenberg (ALE/Sauber-Ferrari)a 51s6
7º.Esteban Gutiérrez (MEX/Sauber-Ferrari)a 1min11s6
8º.Nico Rosberg (ALE/Mercedes)a 1min12s0
9º.Jenson Button (ING/McLaren-Mercedes)a 1min20s8
10º.Felipe Massa (BRA/Ferrari)a 1min29s2
11º.Paul di Resta (ESC/Force India-Mercedes)a 1min38s5
12º.Jean-Éric Vergne (FRA/Toro Rosso-Ferrari)a 1 volta
13º.Daniel Ricciardo (AUS/Toro Rosso-Ferrari)a 1 volta
14º.Adrian Sutil (ALE/Force India-Mercedes)a 1 volta
15º.Sergio Pérez (MEX/McLaren-Mercedes)a 1 volta
16º.Pastor Maldonado (VEN/Williams-Renault)a 1 volta
17º.Valtteri Bottas (FIN/Williams-Renault)a 1 volta
18º.Charles Pic (FRA/Caterham-Renault)a 1 volta
19º.Max Chilton (ING/Marussia-Cosworth)a 1 volta
Abandonaram:
Lewis Hamilton (ING/Mercedes)na volta 7
Giedo van der Garde (HOL/Caterham-Renault)na volta 1
Jules Bianchi (FRA/Marussia-Cosworth)na volta 1

Nenhum comentário: