terça-feira, 25 de março de 2014

Dr. F-1” diz que fãs podem se despedir de Schumi


Schumi é considerado por muitos o maior piloto de todos os tempos da Fórmula 1 / Damien Meyer/AFP


Gary Hartstein foi médico-chefe da F-1 entre 2005 e 2012 e acabou ganhando o apelido de “Dr. F-1”. Agora em seu blog, diante da falta de informações sobre o quadro de saúde de Michael Schumacher, ele pede para que seus fãs comecem a se despedir do heptacampeão, e que a pior notícia pode chegar em breve.

“Eu sempre soube que Michael era adorado. Passei anos em circuitos tomados pelo vermelho da Ferrari, eram bandeiras e camisas, e tudo isso para Michael. Eu ainda estou sensibilizado pela persistência do amor dos seus fãs com ele. E, enquanto eu me preocupava mais do que um pouco sobre o que estava para acontecer, quando e se realmente má notícia for anunciada, eu percebi que talvez a falta de atualizações no seu quadro clínico nos deu toda a chance começara nos despedir dele. E eu acho que este é provavelmente um dos "benefícios" inesperadas da estratégia de mídia escolhido pela família de Michael. De alguma forma, tenho a sensação de que as pessoas vão ficar bem, não importa o que aconteça, porque eles tinham agora o tempo para processar tudo isso. Eu só lamento que para chegar até aqui, você já todos tinham que trabalhar através do sentimento abandonado. Isso vai embora também. Espero”, escreveu ele.

Nenhum comentário: