segunda-feira, 10 de março de 2014

'Vou processar Estado, delegado e policial', diz ator preso por engano

O ator e vendedor Vinícius Romão de Souza, de 26 anos, preso após ser acusado por uma mulher de a ter assaltado, contou ao G1 que está decidido a processar o delegado responsável pela sua prisão, o policial que efetuou a detenção e o Estado.

Ele esteve nesta nesta segunda-feira (10) na sede da Corregedoria da Polícia, no Centro do Rio, para prestar depoimento. Romão declarou ainda que seu tênis, celulares, fone de ouvido e braçadeira, recolhidos no ato da prisão, não haviam sido devolvidos pela polícia até as 16h.
“O depoimento hoje foi tranquilo. Depois de um mês, hoje faz um mês que eu fui preso injustamente, e foi a primeira vez que eu pude dar um depoimento frente a uma pessoa. Porque meu primeiro depoimento foi na cela. Eles [o delegado e o policial] ainda vão dar o depoimento deles. Estou confiante que a justiça será feita. E eu vou processar o Estado, o delegado e o policial. Estou esperando esse processo terminar. Mas você pode ter certeza que vou entrar com um processo sim. Só não vou processar a dona Dalva porque tal peso dela ter de dormir, sabendo que colocou um inocente na cadeia. Eu que sou inocente, durmo de duas a três horas por dia, imagina ela?”, declarou.
Romão ficou detido por 16 dias na Cadeia Pública Juíza Patrícia Acioli, em São Gonçalo, Região Metropolitana. Ele contou que após a prisão, evita sair sozinho e está fazendo tratamento psicológico para lidar com o trauma.
Vinicius Romão foi recebido por mais de 20 amigos e familiares (Foto: Káthia Mello / G1)
Vinicius Romão foi recebido por mais de 20 amigos
e familiares (Foto: Káthia Mello / G1)

Nenhum comentário: