segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Jovens devem participar da implementação da Agenda 2030

Fórum da Juventude no Conselho Econômico e Social. Foto: ONU/Rick Bajornas


Jovens líderes do mundo inteiro estão reunidos na ONU participando do Fórum da Juventude no Conselho Econômico e Social, Ecosoc. O objetivo do encontro de dois dias é ampliar o papel do grupo na implementação da Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável. 

Plataforma
O Fórum serve como plataforma para que os jovens possam dialogar com os Estados-membros da ONU e aumentar sua participação na criação de políticas econômicas, sociais e ambientais. 

O vice-secretário-geral das Nações Unidas, Jan Eliasson, falou sobre essa participação num discurso no evento. O vice-chefe da ONU disse que "os jovens devem ser reconhecidos pelo que eles são: agentes da mudança cujas contribuições vão trazer benefícios para eles e para a sociedade". 

Brasil 
O secretário Nacional de Juventude da Presidência da República, Gabriel Medina, também participa do encontro e falou à Rádio ONU sobre as iniciativas brasileiras para gerar empregos para jovens. 

"O Brasil tem uma iniciativa pioneira com a Organização Internacional do Trabalho, que foi desenvolver uma agenda nacional do trabalho decente. E nós tivemos uma experiência única, que foi a criação de um subcomitê de juventude dentro dessa agenda. Fizemos um relatório específico sobre a situação do jovem no mercado de trabalho, analisando inclusive as piores condições de inserção no Brasil, identificando os setores onde o trabalho é muito precarizado, promove adoecimento, promove uma série de problemas para a juventude, inclusive mortes, como os setores da cana de açúcar e dos motoboys". 

Portugal 
O presidente do Conselho Nacional da Juventude de Portugal, Hugo Carvalho falou sobre financiamentos para o grupo. 

"No emprego temos duas possibilidades: financiamos ou arranjamos financiamentos. Acho que este projeto vai ajudar em muito na procura de financiamento a programas não só de políticas relativas a emprego, mas também de formação de jovens para constituírem as suas próprias empresas. Nada se faz sem recursos e, portanto, é preciso ter a consciência de que precisamos de programas deste tipo e que o mundo se organize em volta de recursos que estejam disponíveis para os jovens". 

O enviado do secretário-geral para a Juventude, Ahmad Alhendawi, disse que "entre os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável existem diferentes metas para o desenvolvimento dos jovens". 

Segundo ele, "é parte da tarefa dos participantes do Fórum unir os objetivos relativos aos jovens e assegurar que os progressos nesse sentido sejam medidos pelos próximos anos". Aproximadamente 800 pessoas estão participando do encontro na sede da ONU.

Nenhum comentário: