terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Polícia Federal abre inscrições para concurso com 566 vagas; salários até R$ 5 mil


A Polícia Federal abre neste domingo (1º) as inscrições do concurso público para 566 vagas e formação de cadastro de reserva em cargos de nível médio e superior. Os salários vão de R$ 3.316,77 a R$ 5.081,18.
No site do Cespe/UnB, é possível ver o edital (acesse o edital).
Os cargos de nível superior são para administrador (curso superior de bacharelado em administração), arquivista (curso superior de bacharelado em arquivologia), assistente social (curso superior de bacharelado em serviço social), contador (curso superior de bacharelado em ciências contábeis e ou ciências atuariais), psicólogo (curso superior de bacharel em psicologia). Esses cargos têm salário de R$ 4.039,32.

Os outros cargos de nível superior são de engenheiro civil (curso de graduação de nível superior de bacharel em engenharia civil), engenheiro eletricista (curso de graduação de nível superior de bacharel em engenharia elétrica), engenheiro mecânico (curso de graduação de nível superior de bacharel em engenharia mecânica). Os cargos de engenheiro têm salário de R$ 5.081,18.
O cargo de nível médio é de agente administrativo. O salário é de R$ 3.316,77.
As 32 vagas de nível superior são para o Distrito Federal. As 534 vagas de nível médio são para todas as unidades da Federação – 274 são para o Distrito Federal.

As inscrições devem ser feitas pelo sitehttp://www.cespe.unb.br/concursos/dpf_13_administrativo de 1º a 23 de dezembro. As taxas são de R$ 60 para nível médio e de R$ 70 para nível superior.
A seleção será realizada em etapa única: provas objetivas para todos os cargos e prova discursiva para cargos de nível superior.
As provas objetivas e a prova discursiva para os cargos de nível superior terão a duração de 5 horas e serão aplicadas na data provável de 16 de fevereiro de 2014, no turno da manhã. As provas objetivas para os cargos de nível médio terão a duração de 4 horas e serão aplicadas na mesma data, no turno da tarde.
Na data provável de 7 de fevereiro de 2014, será publicado no "Diário Oficial da União" e divulgado na internet, no endereço eletrônico http://www.cespe.unb.br/concursos/dpf_13_administrativo, edital que informará a disponibilização da consulta aos locais e aos horários de realização das provas.
As provas e a perícia médica serão realizadas no estado da Federação no qual o candidato optou pelo cargo.
As provas objetivas e a perícia médica dos candidatos que se declararam com deficiência, para os cargos de nível médio, serão realizadas nas 26 capitais dos estados da Federação e no Distrito Federal. As provas objetivas, a prova discursiva e a perícia médica dos candidatos que se declararam com deficiência, para os cargos de nível superior, serão realizadas somente em Brasília/DF.

As disciplinas de conhecimentos básicos para agente administrativo são língua portuguesa, noções de informática, raciocínio lógico, atualidades, noções de direito administrativo e noções de direito constitucional. As disciplinas de conhecimentos específicos são noções de administração pública, noções de administração financeira e orçamentária, noções de gestão de pessoas nas organizações, noções de administração de recursos materiais, noções de arquivologia e legislação aplicada à Polícia Federal.

Os últimos concursos para os cargos foram realizados em 2004 e organizados peloCespe/UnB. Para agente administrativo foram 276.060 inscritos para 1.244 vagas (média de 221,91 por vaga). Para administrador foram 1.850 inscritos para 35 vagas (52,86 por vaga). Para arquivista foram 230 inscritos para 10 vagas. Para assistente social foram 844 para 19 vagas (44,42). Para contador foram 677 para 16 vagas (42,31 por vaga). As carreiras de engenharia e psicologia ofereceram vagas em várias áreas.
G1 

Saiu edital com 7.825 vagas para o IBGE e salários de até R$ 4.373


Conforme anunciado pela FOLHA DIRIGIDA, foi publicado nesta terça, dia 3, o edital do novo concurso do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), destinado ao preenchimento de 7.825 vagas temporárias - sendo 404 destinadas a deficientes. As inscrições poderão ser feitas já a partir da próxima quinta, 5 de dezembro, com atendimento aos interessados até 6 de janeiro de 2014, no site da Fundação Cesgranrio, organizadora da seleção. 

Das oportunidades, 7.600 serão para agente de pesquisa e mapeamento, cargo de nível médio, com remuneração inicial de R$1.393 e taxa de R$25. Elas estão distribuídas por todo o país. A cidade do Rio de Janeiro ficará também com 180 vagas de agente de pesquisa por telefone (nível médio, com vencimentos de R$1.138 e taxa de R$19), 18 de supervisor de pesquisa e 27 de analista de geoprocessamento (ambos de nível superior, com R$4.373 mensais e cobrando R$80 pela inscrição). Todos os ganhos citados já incluem R$373 de auxílio-alimentação. 

Os candidatos serão avaliados por provas objetivas, marcadas para 23 de fevereiro, e compostas por 60 questões (para todos os cargos). Para agente de pesquisa e mapeamento, serão avaliados conhecimentos de Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico, Geografia e Conhecimentos Gerais. Para agente de pesquisa por telefone, serão propostas questões de Português, Conhecimentos Gerais e Raciocínio Lógico. 

No caso de supervisor, o conteúdo é de Língua Portuguesa, Conhecimento Específico e Noções de Administração/Situações Gerenciais. 

Já para analista em geoprocessamento, as questões serão de Português, Raciocínio Lógico Quantitativo e Conhecimentos Específicos. Pelo cronograma oficial, o resultado final do concurso está previsto para 25 de março de 2014. A validade inicial do contrato dos classificados será de um ano, podendo dobrar. 

Concurso Ministério da Fazenda: 1.026 vagas de 2º grau. Veja tópicos de Português


O Ministério da Fazenda segue trabalhando na preparação do concurso para 1.026 vagas de assistente técnico-administrativo (nível médio), autorizado no início do mês passado. O órgão tem feito reuniões com a Esaf, responsável pela organização do concurso, nas quais estão sendo discutidos pontos como as disciplinas que serão cobradas nas provas e a distribuição das vagas por estado e unidades ou órgãos vinculados ao ministério.
A última informação é a de que o edital de abertura, que já está sendo elaborado, será divulgado até o fim deste mês. O cargo de assistente técnico-administrativo do Ministério da Fazenda é aberto a quem possui pelo menos o ensino médio completo e proporciona, além de estabilidade (contratação pelo regime estatutário), remuneração inicial de R$3.175,82, já com o auxílio-alimentação, de R$373. A carga de trabalho é de 40 horas semanais.
As 1.026 vagas liberadas pelo Ministério do Planejamento para a seleção serão distribuídas por 25 estados, incluindo o Rio de Janeiro, que poderá ser a lotação com maior número de chances. Isso porque no último concurso, com alcance nacional e aberto em 2009 (o primeiro promovido para o cargo), o estado recebeu menos vagas apenas do que São Paulo, que assim como o Distrito Federal (outro que costuma contar com um grande número de vagas), não fará parte da seleção, por contar com concurso vigente até novembro do ano que vem. Em 2009, de um total de 2 mil vagas, 226 foram para o Rio contra 368 para São Paulo. A princípio, as oportunidades  serão em sua maioria para atuação na Receita Federal, além da Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) e Superintendências de Administração do Ministério da Fazenda (SAMFs), em menor número. As nomeações estão previstas para até o início de junho do próximo ano.

Orientação - No que diz respeito ao conteúdo das provas, especialistas em concurso acreditam na manutenção das disciplinas cobradas no concurso aberto no ano passado (para São Paulo e Distrito Federal): Língua Portuguesa, Raciocínio Lógico-Quantitativo, Informática, Direito Administrativo, Direito Constitucional, Arquivologia e Gestão Pública. E devido às vagas para a Receita, alguns indicam ainda o estudo dos direitos Previdenciário e Tributário por parte daqueles que estão se preparando. As duas disciplinas foram cobradas no concurso de 2009, que também foi destinado à Receita Federal.

Nos dois concursos já realizados para o cargo, a seleção foi feita exclusivamente por provas objetivas. Na nova oportunidade, caso o edital seja mesmo divulgado este mês (há prazo até maio do ano que vem), as provas serão realizadas a partir de fevereiro, observando-se o intervalo mínimo de 60 dias previsto no Decreto 6.944/09. Pela lógica, as avaliações serão aplicadas ao menos nas capitais dos estados com vagas.


Português é matéria garantida. Veja dicas

Língua Portuguesa é uma das disciplinas que certamente serão mantidas para o novo concurso de assistente técnico-administrativo do Ministério da Fazenda. E na opinião do professor Augusto Rua, do Curso Progressão, a matéria deve repetir o mesmo protagonismo das duas seleções já realizadas, quando, além de ter peso dois e responder por 67% dos pontos de Conhecimentos Básicos, foi eliminatória e o principal critério de desempate. “É um ponto marcante da Esaf, dar ênfase às questões de Língua Portuguesa”, observou.

O especialista na disciplina afirmou que, em geral, o programa de Língua Portuguesa costuma ser repetido nos editais e indicou o estudo das características da banca organizadora, revendo provas anteriores e fazendo o maior número de exercícios possível. Como principais assuntos a serem estudados, Rua apontou Estrutura das Palavras e Verbos. “Estrutura das Palavras é matéria considerada fundamental, tendo em vista que se relaciona como a base da nossa língua, seguida dos verbos, pois abordará toda a sintaxe.”

Rua destacou a importância do auxílio especializado para que o futuro candidato alcance o objetivo da conquista da vaga. “Um curso preparatório voltado para a banca organizadora e livros didáticos especializados revelam mais da metade das possibilidades de o candidato obter êxito”, avaliou. Segundo o professor, a Esaf costuma utilizar textos bastante longos nas provas de Língua Portuguesa.
“As questões costumam ser interdisciplinares e muito bem elaboradas na ordem de intertextualidade, facultando ao candidato um cansaço excessivamente grande”, disse ele. “As questões de crase e orações subordinadas sempre são alvos dessa banca, e os candidatos devem evitar os macetes em tais situações e aprofundar o entendimento”, completou. Rua destacou ainda o cuidado que o candidato deve ter com a interpretação dos enunciados, ficando atentos a expressões como ‘assinale o falso’, ‘marque o erro’ e ‘identifique certo ou errado’, entre outras.
Folha Dirigida 

Ministério do Turismo abre concurso com 52 vagas de nível superior


Ministério do Turismo, por meio da Escola de Administração Fazendária (Esaf) divulgou no Diário Oficial da União desta segunda-feira, 9 de dezembro de 2013, o edital nº. 79/2013 que regulamenta o concurso público com 52 vagas, sendo 49 de ampla concorrência e três reservadas às pessoas com necessidades especiais.
Todas as oportunidades são para profissionais com formação em curso de nível superior, com registro no órgão de classe, para as seguintes funções: Analista Técnico-Administrativo (37); Contador (3); Engenheiro (10); e Estatístico (2).
A remuneração total para Analista Técnico-Administrativo e Contador é de R$ 4.247,82 e para Engenheiro e Estatístico é de R$ 5.212,38.
Os interessados devem inscrever-se pelo endereço eletrônicowww.esaf.fazenda.gov.br, no período entre às 10h do dia 16 de dezembro de 2013 e 23h59 do dia 29 de dezembro de 2013, mediante pagamento da taxa de R$ 90,00.
O concurso constará de prova objetiva, de caráter seletivo, eliminatório e classificatório, com questões sobre Língua Portuguesa, Ética do Servidor na Administração Pública, Raciocínio Lógico Quantitativo, Direito Constitucional, Direito Administrativo, Legislação Aplicada ao MTur. Também haverá objetiva de Conhecimentos Específicos.
O prazo de validade do concurso será de um ano, prorrogável por igual período, contado a partir da homologação do resultado final do concurso.

Prefeitura de Jardim do Seridó abre inscrições para o Minha Casa Minha Vida Rural


A Prefeitura Municipal de Jardim do Seridó, através das secretarias de Habitação e Agricultura estará realizando durante está segunda e terça-feira (dias 09 e 10 de dezembro) inscrições para construção de Casas Populares na Zona Rural do município. As inscrições poderão ser feitas poragricultores, pescadores e trabalhadores rurais e ocorrerão na sede do Clube de Idosos São Judas Tadeu, por trás da Secretaria de Assistência Social, das 8h às 12 horas.

O Prefeito Padre Jocimar Dantas está entusiasmado com a construção de mais casas populares o município. “Estamos articulando mais essa parceria e os maiores beneficiados serão as famílias do campo. Nas últimas inscrições para o Minha Casa Minha Vida, nossas equipes verificaram que há uma demanda muito grande na Zona Rural, e agora estaremos ajudando essas famílias a permanecerem no campo, morando bem, na sua casa própria, e perto do seu ganha pão, trabalhando em suas comunidades.” 

Na primeira etapa serão construídas 50 casas populares, além de 50 cisternas, uma para casa residência. A perspectiva é que, vencida a etapa burocrática, as unidades habitacionais comecem a ser construídas ainda no primeiro semestre de 2014. Poderão se inscrever pessoas que trabalhem no campo, com ou sem DAP (Declaração de Aptidão ao Pronaf), terem renda familiar menor ou igual a R$ 1.250,00 por mês e que saibam em que lugar da zona rural a casa será construída, o terreno não precisa ser em nome do candidato, podendo ser doado.

A documentação necessária para realizar a inscrição é a seguinte: Documentos pessoais (RG, CPF, Certidão de Nascimento). Se casado, documentos pessoais da esposa ou esposo e certidão de casamento ao invés da certidão de nascimento e Comprovante de Residência (até noventa dias).

Secretaria de Educação conclui mais uma etapa do programa Brasil Alfabetizado em Jucurutu


A Prefeitura de Jucurutu, por meio da Secretaria de Educação encerrou mais um ciclo de atividades do Programa Brasil Alfabetizado. No ciclo 2012/2013 foram inscritos 700 alunos e cerca de 350 concluíram os oito meses de aulas do programa, totalizando 45 turmas, sendo, 21 na zona urbana e 24 na zona rural, além de 6 turmas do EJA.

Programa busca alfabetizar jovens acima de 18 anos, adultos e idosos que não tiveram oportunidade de concluir o mínimo necessário para se alfabetizarem e que querem iniciar ou dar continuidade aos estudos.

Além de contemplar estudantes da zona urbana e rural, o Brasil Alfabetizado em Jucurutu também contemplou a população carcerária que recebeu aulas no Centro de Detenção Provisória do município.

Em Jucurutu, a equipe do Brasil Alfabetizado é formada por 9 coordenadores de turmas, 45 professores, 6 professores do EJA. Todo material utilizado por alunos e professores, como: Livro didático, caderno, lápis, borracha foram repassados pelo Governo Federal. Durante as aulas, os alunos também tinham acesso a um reforço na alimentação com merenda escolar.

Roberto Germano viaja à Brasília e passa cargo de prefeito para o vice Oriel Segundo

O prefeito Roberto Germano viajou neste final de semana à Brasília (DF), onde visitará ministérios e gabinetes de deputados e senadores, em busca de projetos e investimentos para Caicó. Enquanto isso, a prefeitura ficará no comando do vice-prefeito, Oriel Segundo de Oliveira (PR). O retorno de Roberto está marcado para a quinta-feira desta semana.

ARTIGO DO DEPUTADO KELPS LIMA DE INTERESSE DA SOCIEDADE POTIGUAR



"A Impessoalidade é melhor marca que um governo pode ter"

Uma cultura já enraizada e que precisa ser removida da vida do Rio Grande do Norte é aquela em que governadores de plantão, que assumem periodicamente o poder, se sentem, e agem, como se fossem donos do Estado.
NÃO SÃO!
Nós precisamos entender que os princípios constitucionais não são meras obras de ilustração. Eles precisam ser respeitados.
São institutos fundamentais, que devem nortear a administração pública e toda a sociedade.
Hoje, esses princípios são desrespeitados. Driblados.
O fim de marcas e slogans de Governos, lei de nossa autoria aprovada pela Assembleia Legislativa, traz a valorização dos símbolos públicos ao Rio Grande do Norte.
A partir de 1º de janeiro de 2015, o governador ou governadora tem que usar, como símbolo, somente o brasão do Estado e, como slogan, a frase: “Governo do Estado do Rio Grande do Norte”.
NADA MAIS DO QUE ISSO.
Para o cidadão ter uma ideia do impacto do fim dessa prática, registre-se que, somente com a adesivação dos carros oficiais, a cada novo governo, abolindo essas marcas novas, serão economizados, em torno de R$ 2 milhões.
Uma economia brutal quando se sabe que estão faltando seringas, álcool, luvas e macas nos hospitais.
Mas, por maior que seja esse valor em dinheiro, o maior prejuízo que as marcas e slogans personalistas de governadores trazem não é o monetário. O maior prejuízo é a desvalorização dos símbolos do Rio Grande do Norte e a continuação da velha prática do endeusamento de certos reis e rainhas da política do Estado. Com a nova lei, esse endeusamento começa a ser desmontado.

Deputado estadual Kelps Lima
Partido Solidariedade