quinta-feira, 17 de abril de 2014

Significado de cada dia da Semana Santa!

Domingo de Ramos

A Semana Santa começa com o domingo, chamado "Domingo de Ramos”, e que comemora a entrada de Jesus em Jerusalém. Este evento, está presente nos Evangelhos que contam a jornada de Jesus à cidade santa, para celebrar a sua última Páscoa, com os discípulos. À chegada, Jesus foi recebido com grande fervor e entusiasmo, nesta sua “entrada gloriosa” (Mt 21,1-11). Nos dias de hoje, os fiéis levam para a igreja ramos de oliveira, a fim de serem abençoados, como símbolo de sua fé. A procissão que introduz esta celebração, convida todos os cristãos a saudar, e acompanhar, o Senhor que entra em Jerusalém.

Segunda-Feira Santa

         Os primeiros dias da Semana Santa são marcados pela preparação, mais imediata da Páscoa. A Sagrada Liturgia usa o “método vivo” que envolve a quase reconstituição dos acontecimentos, que o Senhor vivenciou nos seus últimos dias de vida terrena. Neste dia, se reflecte, em um momento de descanso de Jesus, na casa de uma família que Lhe era, muito estimada. A casa de seu amigo Lázaro (a quem Ele havia ressuscitado), e de Marta e Maria Madalena. (Jo 12, 1-11).
Faltavam seis dias para a Páscoa. E, enquanto estavam a jantar, Maria tomou um vaso de nardo (um perfume autêntico e muito caro), e ungiu Jesus nos pés, e depois enxugou-os com seus cabelos. A casa encheu-se da fragrância do perfume. Tal gesto foi de imediato criticado por Judas Iscariotes, que hipocritamente logo alegou que o dinheiro que valia o perfume (valor calculado em trezentos denários, o equivalente a um ano de salário de um trabalhador), poderia ter sido dado aos pobres.
Jesus ignorou a crítica e, saindo em defesa de Maria, justificou o “esbanjamento da unção”, estas palavras: “Antecipou-se a ungir o meu corpo para a sepultura. Asseguro-vos que em qualquer parte do mundo onde se proclame o evangelho, se recordará o que ela fez”. Jesus relacionou o pormenor afectuoso, com o seu significado mais profundo: anúncio da Sua própria morte, sepultura e ressurreição. O aroma que encheu a casa previa, a fragrância do amanhecer da ressurreição no domingo da Páscoa.

Terça-feira Santa

         È o dia, em que com grande tristeza, Jesus anuncia a sua morte, causando grande sofrimento aos seus discípulos. Anuncia também a traição, e indica o traidor.
 Judas sai possuído por Satanás, para trair o seu mestre.
 (Jo 13,21-33_36-38)
Com isto Jesus, manifesta em pleno o Seu amor por todos nós, e consciente aceita o destino que O aguarda, como forma de mostrar ao mundo a glória de Deus, e assim, para que a Sua salvação chegue até aos últimos confins da terra.

Quarta-feira Santa

         É o 4º dia da Semana Santa, e é o dia em que se encerra o período quaresmal. Em algumas igrejas, celebra-se ainda neste dia a piedosa procissão do encontro de Nosso Senhor dos Passos, com Nossa Senhora das Dores. Ainda há igrejas que neste dia celebram o ofício das trevas, lembrando que o mundo já estava em trevas aquando da proximidade da morte de Jesus Cristo.
No evangelho deste dia, é-nos apresentada a traição de Judas, descrevendo-nos como este foi ter com os chefes dos sacerdotes, a quem se ofereceu para trair o Jesus. Aceita assim, trinta moedas de prata como recompensa da sua traição. 
(MT 26,14-25).

QUINTA-FEIRA SANTA

         È o dia da Última Ceia de Jesus Cristo com seus Apóstolos, onde Jesus humildemente lavou os pés dos seus 12 discípulos. É no momento do lava-pés que Judas Iscariote sai, para entregar Jesus em troca das 30 moedas de prata. (Jo 13,1-15)  Foi aqui , que Nosso Senhor Jesus Cristo instituiu o Santo Sacrifício como sua eterna memória, e em seu último discurso, encorajou os discípulos a amarem-se uns aos outros. Depois Jesus dirigiu-se ao monte de Getsêmani, tomou consigo três discípulos, e começou a sua agonia nos jardins, onde foi preso pelos judeus.
A Quinta-feira Santa marca a transição de Quaresma para o Tríodo Pascal.
 Na Quinta-feira Santa acontecem as Missas dos Santos Óleos ou Missa do Crisma (nesta Santa Missa são benzidos os óleos do crisma, dos enfermos e do baptismo, onde também os sacerdotes renovam seus votos, e promessas sacerdotais diante do Bispo), e a"Missa da Ceia do Senhor" (nesta celebração encontramos o tradicional rito do “lava-pés” onde lavar os pés do sacerdote para alguns membros da comunidade, em gesto simbólico), lembra a última ceia de Jesus, em que Jesus instituiu o sacerdócio, e o serviço com ele ligados: (1º Coríntios 11,23-26) ”Irmãos: 23.O que eu recebi do Senhor foi isso que eu vos transmiti: Na noite em que foi entregue, o Senhor Jesus tomou o pão 24.e, depois de dar graças, partiu-o e disse: “Isto é o meu corpo que é dado por vós. Fazei isto em minha memória”. 25.Do mesmo modo, depois da ceia, tomou também o cálice e disse: “Este cálice é a nova aliança, em meu sangue. Todas as vezes que dele beberdes, fazei isto em minha memória”. 26.Todas as vezes, de fato, que comerdes deste pão e beberdes deste cálice, estareis proclamando a morte do Senhor, até que ele venha”.
É nesta noite que Jesus é preso, interrogado e ao amanhecer de sexta-feira, açoitado e condenado. A Igreja inicia em vigília ao Santíssimo, relembrando os sofrimentos começados por Jesus nesta noite. A Igreja reveste-se de tristeza desnudando os altares, onde são retirados todos os enfeites, toalhas, flores, e velas (tudo para simbolizar que Jesus está preso e consciente do que vai acontecer Ele, em seguida).

Sexta-feira Santa

        Também chamada de Sexta-feira da Paixão. Relembra, o dia em que Nosso Senhor Jesus Cristo é crucificado (após sua prisão, Jesus é julgado e açoitado; recebe a coroa de espinhos na cabeça; é levado á presença de Pilatos, e depois de condenado carrega com a sua própria cruz, até ao monte Calvário; ao meio-dia é crucificado entre dois ladrões e por volta das três da tarde, Jesus morreu... o Seu corpo foi depois retirado da cruz, e colocado num sepulcro cavado na rocha, pertencente a José de Arimatéia). 
(João 18,1—19,42)  
Sexta-feira Santa, é o primeiro verdadeiro dia do Tríodo Pascal, que abraça e celebra os mistérios da morte (sexta-feira), do sepultamento (sábado) e da ressurreição (noite de sábado e domingo durante todo o dia) do Senhor. É celebrada a solene acção litúrgica, da Paixão do Senhor, e acontece a Adoração da Cruz. Os celebrantes usam vermelho, a cor dos mártires. Em alguns locais realiza-se a Procissão do Senhor Morto.
Neste dia, é praticado o jejum, e a abstinência da carne em sinal de penitência e respeito pela morte de Jesus Cristo. È recitada a Via Sacra no seu ponto mais alto.

SÁBADO SANTO

        Também era chamado de Sábado de Aleluia! Jesus permanece no sepulcro. Na Vigília Pascal, os fiéis ainda estão à espera, na esperança da ressurreição.
Neste dia, como no dia anterior, não se celebra a Eucaristia. A única celebração é a da Liturgia das Horas (oração pública e comunitária com o objectivo, de recordar e despertar a reflexão, sobre o que é a obra de Deus). O único Sacramento permitido neste dia é o da Confissão.      No Sábado Santo, inicia-se a Vigília Pascal, ao final do dia, e termina com o amanhecer da Páscoa. (aonde se realiza a primeira entoação do Glória). Durante a execução da Vigília, o celebrante abençoa o fogo, símbolo do esplendor de Cristo ressuscitado que começa a dissipar as trevas do pecado e da morte.

PÁSCOA

       Domingo de Páscoa é o dia da ressurreição, onde Jesus se levanta de sua sepultura, e vence a morte. É o dia do grande milagre! O dia em que Cristo volta à vida através da Sua  Ressurreição de entre os mortos. É o dia em que se celebra a vida, o amor e a misericórdia de Deus.        Após morrer na cruz, o corpo de Cristo é colocado em um sepulcro, onde permaneceu por três dias, até o Domingo de Páscoa, altura em que Ele Ressuscita. (Mateus 28,1-10) (João 20,1-9)
“Não tenhais medo! Sei que procurais Jesus, que foi crucificado. Ele não está aqui! Ressuscitou, como havia dito!”
Em alguns locais executa-se a procissão da Ressurreição.

Delúbio e Cunha passarão Páscoa em casa

Delúbio é um dos beneficiados com a saída de Páscoa / Sérgio Lima/Folhapress/Arquivo

Três dos nove presos pelo mensalão que estão na capital do país deixam o CPP (Centro de Progressão Penitenciária) de Brasília hoje para passar o feriado de Páscoa em casa. O ex-deputado federal João Paulo Cunha (PT), o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares e o ex-tesoureiro do extinto PL Jacinto Lamas foram beneficiados com o chamado “Saidão”, mas devem permanecer no Distrito Federal.

Pelas regras, eles têm que estar em casa até as 18h, podendo transitar sem escolta durante o dia. Eles, porém, têm algumas restrições, não podendo ir a bares ou prostíbulos nem ingerir bebida alcólica.

Uma portaria, publicada no fim de março, autoriza todos os presos do regime semiaberto do Distrito Federal com autorização para trabalho externo ou para saída temporária a deixarem o presídio até as 10h da próxima terça. Quem trabalha pode ir direto para o local de trabalho na terça e retornar à penitenciária depois do expediente.

Os ex-deputados Valdemar Costa Neto (PR) e Bispo Rodrigues (PR), apesar de estarem em regime semiaberto e terem autorização para trabalho externo, não serão beneficiados porque respondem a procedimento disciplinar.

Marcos Valério e os ex-sócios Cristiano Paz e Ramon Hollerbach cumprem pena na penitenciária da Papuda em regime fechado e não se enquadram nas regras. Já o ex-ministro da Casa Civil José Dirceu ainda não obteve autorização para trabalho externo.

Fernanda Makino, da BandNews FM Brasílianoticias@band.com.br

Aposta da Mega fica mais cara em maio

Valor do jogo simples passa de R$ 2 para R$ 2,50; mudanças também chegam à Lotofácil e à Quina
Apostas para a Mega ficarão mais caras / Marcelo Fonseca/Folhapress/ArquivoApostas para a Mega ficarão mais carasMarcelo Fonseca/Folhapress/Arquivo





A partir de 11 de maio, os jogos simples da Mega-Sena, com seis dezenas, passarão a custar R$ 2,50. A autorização foi concedida pelo Ministério da Fazenda à Caixa Econômica Federal, conforme portaria publicada nesta quinta-feira no DOU (Diário Oficial da União). O valor atual é de R$ 2.

Também foram permitidas alterações nos valores da Lotofácil, de R$ 1,25 para R$ 1,50 (a partir de 10 de maio) e da Quina, de R$ 0,75 para R$ 1 (começando no dia 11 de maio).

Segundo a portaria, os novos valores deverão ser divulgados pela Caixa até dez dias antes da data estipulada para o início do aumento.

Audiência pública discutirá plano de saneamento básico

O prefeito municipal de São José do Seridó, Jackson Dantas, está convocando toda a população local para participar da primeira audiência pública para elaboração do plano de saneamento básico do município. 

A audiência acontecerá no dia 23 de abril de 2014, às 19 horas, no CRAS, na Avenida Justino Dantas, no centro da cidade. ‘’Você não pode perder , pois sua presença é muito importante para o desenvolvimento do nosso município’’, diz Jackson Dantas em sua convocação ao público. 

Por Carlos Felipe 

Tradição de mais de 30 anos atravessa gerações em São José do Seridó

Uma tradição centenária no sertão nordestino é o quebra jejum, quando famílias pobres pedem doações durante a semana santa. 
Nos dias atuais esta tradição já acontece timidamente e pouquíssimas pessoas pedem o quebra jejum nas fazendas e sítios. Em São José do Seridó,  uma tradição tem atravessado gerações e nos dias atuais continua como há 30 anos atrás. O produtor rural Manoel Sabino Filho, o Pai Velho, todos os anos doava o leite da quinta e da sexta-feira santa para as famílias do município. 

Naquela época,  filas enormes de pessoas iam até a fazenda Bonita buscar 2 litros de leite. Mas seus filhos não deixaram a tradição do pai se acabar e continuam fazendo a doação, só que agora eles transportam o leite para a zona urbana e a secretaria de ação social do município, seus funcionários e voluntários da comunidade realizam a distribuição. 

Pai Velho (Im Memorian) e pai do atual prefeito da cidade e do ex-presidente da câmara, Jaedson Dantas. A coordenação da entrega do leite trazendo desde o sitio até o local de entrega e de Jussiê Dantas. Todos os irmãos doam todo o leite para essa doação.

Por Carlos Felipe 

SÃO JOSÉ DO SERIDÓ SEDIARÁ O I CIRCUITO DE VOLEIBOL DE AREIA

Pensando no bem estar dos desportistas de são José do Seridó, a equipe esportiva da Radio Bonita FM de São José do Seridó se prepara para realizar o I Circuito de Voleibol bonitense no próximo dia 20 de abril, com início às 17 horas.  

Será um circuito fechado apenas para os atletas de São José do Seridó, em um campo denominado por Praça Esportiva, localizado no centro da cidade acima citado, todo completo de Areia devido ser um circuito de vôlei de Areia, medindo 16x8 o seu formato. O atendimento médico será o sistema único de saúde local.

domingo, 13 de abril de 2014

Padre Ivanoff demonstra preocupação com a crescente violência em Caicó e faz comentário durante Missa de Ramos

 A procissão de Ramos saiu das imediações do prédio da antiga Prefeitura de Caicó 

 A Igreja Católica Apostólica Romana vivencia a partir deste domingo, a Semana Santa. No Santuário do Rosário foi celebrada a Missa de Ramos às 8h30 com a participação dos fiéis. A procissão de ramos lembrando a entrada triunfal de Jesus Cristo em Jerusálem saiu das imediações do prédio da antiga Prefeitura de Caicó com destino ao Santuário do Rosário, onde foi celebrada a missa.

Durante a homilia, o administrador diocesano, Padre Ivanoff Pereira disse que o silêncio de Jesus incomodou os poderosos. Ele também lembrou o jeito de viver de Jesus, na figura do servo sofredor.

Preocupado com a violência crescente em Caicó, o Padre Ivanoff afirmou que "o governo não precisa mais construir presídios, pois as pessoas já estão vivendo em verdadeiras prisões em suas residências, com receio de sair de suas casas, temendo sofrer represálias dos assaltantes”.

“Não podemos fugir da cruz de Jesus. Jesus deu ao homem uma nova oportunidade de viver e de ressuscitar com ele no dia da Páscoa do Senhor. Olhar para a cruz nos dias de hoje requer para nós que sejamos solidários com as pessoas que foram e são vítimas do tráfico humano. Devemos olhar para cruz e sermos solidários com os milhares de jovens que estão no mundo das drogas e se deixaram encantar pelas drogas e não sabem como mais sair delas. Não precisa mais o governo construir cadeias, pois cada casa nossa é uma prisão. Estamos presos sem poder de mobilidade, com medo e trancafiados. Qual é a casa de vocês que não têm um gradilho nas janelas e nas portas; quem se senta mais nas calçadas e sai às ruas com toda segurança”, questionou Padre Ivanoff.

Ele ressalta que esta gente não teve a oportunidade necessária ou não quis tê-la, não quis estudar e tornou-se um derrotado pelas drogas, pela violência e pelo vício de roubar e matar.  

“Que não sejamos tomados pelo dom de ser um homem a margem da sociedade. Que não tenhamos em nós a vontade de ser invejoso para destruir o próximo que quer vencer, que luta e que trabalha”, concluiu.

Por Paulo Júnior - Jornal Correio do Seridó