quarta-feira, 8 de fevereiro de 2012

Paulo Davim pede que Senado discuta aumento de acidentes e mortes de motociclistas

[senador Paulo Davim ]
Em discurso nesta quarta-feira (8), o senador Paulo Davim (PV-RN) convidou os parlamentares a debaterem a elevação do número de acidentes e mortes envolvendo motociclistas em todo o país. Em sua opinião, o Brasil enfrenta uma epidemia, um problema de saúde pública, que mata jovens e lota enfermarias de pessoas com traumatismo craniano, membros amputados e outros ferimentos graves. 

De acordo com dados do Sistema de Informações de Mortalidade do Ministério da Saúde (SIM), em 2010 houve 40.610 óbitos por transportes terrestres no Brasil, sendo 25% deles causados por acidentes de motocicletas, ou seja, 10.152 óbitos. Esse número é o triplo dos ocorridos em 2002, que foi de 3.744 óbitos. 

No Brasil, os acidentes envolvendo motocicletas foram responsáveis por 165 mil indenizações, conforme dados do DPVAT, o seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores. O número representa 65% de todas as indenizações, e a frota de motocicletas no Brasil é algo em torno de 30%. Homens jovens são as maiores vítimas. E os acidentes vêm aumentando também na zona rural da Região Nordeste, já que o cavalo e o jegue foram substituídos pela motocicleta. 

- O Senado Federal precisa discutir, posicionar-se; precisamos de uma legislação que proteja o motoqueiro, o piloto da moto, mas também os pedestres e os motoristas de veículos que não sejam as motocicletas - disse.

Davim informou ainda que a senadora Ana Amélia propôs a realização de audiência pública para debater o tema. 

Da Redação / Agência Senado

Nenhum comentário: