segunda-feira, 5 de março de 2012

A IMPORTÂNCIA DA ESPECIALIZAÇÃO EM CONTABILIDADE PÚBLICA


Luís Henrique Nóbrega de Faria Gomes
Prof. Faculdade Católica Santa Teresinha


A especialização em contabilidade pública deixou de ser uma opção e passou a ser uma prioridade para aquele profissional da área de contabilidade que deseja trabalhar em órgãos públicos como: prefeituras, câmaras de vereadores e outros. Esse nicho de mercado, apesar de pagar muito bem, ainda encontra-se com um déficit de mão de obra qualificada que atue com eficácia. 


Atribuímos essa deficiência a grande dificuldade que esses profissionais encontram por ser um setor com uma legislação própria e muito abrangente, diferente do setor privado que tudo que a lei não proíbe pode ser feito, no setor público só é permitido o que está expressamente especificado nas leis e normas que os regem. Nos cursos de graduação em ciências contábeis não se vê um direcionamento maior na área de contabilidade pública, deixando esse futuro profissional órfão de um maior conhecimento nessa área. 


A especialização em contabilidade pública surge como uma excelente alternativa para a aquisição dos conhecimentos específicos e necessários para uma maior aproximação desse profissional com estes órgãos de uma maneira legítima, ou seja, obter oficialmente o credenciamento para que possa  pleitear um cargo de contador público. 
Essa especialização é hoje uma das mais cobiçadas pelos profissionais contadores. Com a obrigatoriedade das implantações das controladorias nos órgãos públicos e a maior rigidez dos órgãos fiscalizadores, fez com que os gestores públicos procurassem profissionais com uma qualificação, ou melhor uma credencial que garanta o seu conhecimento sobre o assunto.  


Há cada vez mais a necessidade de contadores que tenham um diferencial, que possam através do seu conhecimento específico proteger os gestores, que geralmente são políticos sem capacitação técnica, de eventuais fraudes ou erros, os levando ao crime de responsabilidade fiscal ou improbidade administrativa, como também garantir a transparência das finanças pública, já que esse é um dos princípios mais importantes no setor público. 


A tendência é que o certificado de conhecimento específico em contabilidade pública que só é conseguido através de uma especialização de no mínimo 360h, passe a ser requisito obrigatório nos concursos públicos para contadores.

Nenhum comentário: