terça-feira, 10 de julho de 2012

COLUNA IMPACTANTE - JORNAL CORREIO DO SERIDÓ

A organização empresarial


A organização no âmbito empresarial consiste na capacidade de uma instituição utilizar seus conhecimentos e investir na estruturação de sua equipe de trabalho de forma produtiva.


Desse modo, a organização pode ser definida como a Ciência do rendimento. 


Onde a empresa procura dispor os elementos funcionais de tal maneira, que sua equipe seja capaz de executar uma determinada tarefa, com atitude eficaz, pois a empresa define muito bem sua estrutura organizacional, normas e procedimentos internos.


Assim, a organização proporciona ao ser humano condições para competir em uma sociedade em que os recursos e os espaços se tornam cada vez mais escassos e disputados pela concorrência de forma global.


As grandes empresas chegam a liderar o mercado em virtude da organização que possuem, em sua estrutura empresarial, onde os cargos e as funções encontram-se bem definidos, porém nas pequenas empresas esse processo não é levado a sério e quem perde com a ausência de organização são os próprios empreendedores.


Mesmo se tratando de uma pequena empresa, quando existe organização, as pessoas são recrutadas, selecionadas e contratadas, para exercerem os cargos de acordo com os níveis da hierarquia, sabem quem tem o poder de decisão na empresa, quanto mais alto for o cargo, maior será também a remuneração desse colaborador.


O organograma compreende a representação gráfica dos cargos que serão ocupados pelas pessoas que foram contratadas para executarem uma determinada função. Daí cabe a empresa estabelecer como serão descritos o que a pessoa pode fazer para atingir as metas organizacionais.
Outra ferramenta importante no contexto organizacional é a rotina de trabalho: designada como uma descrição detalhada da sequência das etapas de uma determinada tarefa, constituindo a representação do fluxo de trabalho, pois deve conter todos os passos numa seriação lógica de desempenho necessários aos objetivos do empreendimento.


Desde que a pessoa possa realizar suas atividades empregando o menor tempo, de maneira menos dispendiosa e correndo o menor risco possível. 


De certa forma, quem não é capaz de mensurar seus resultados, não terá competência para gerenciar seu próprio negócio. Portanto, o trabalho tem que ser realizado rápido, bem feito e a um custo baixo.


O sucesso organizacional dependerá de uma infraestrutura organizada, das técnicas de direção e descentralização, para que as decisões possam contribuir com um excelente resultado empresarial.


Nesse sentido, a corporação deve realizar reuniões periódicas para estruturar as novas programações, reciclagem técnicas e investir pesado na motivação das pessoas em seu ambiente de trabalho.


Por tudo isso, entende-se que o gestor de qualquer empresa, precisa perceber a relevância da organização, para poder administrar os recursos materiais e financeiros e gerenciar as pessoas por meio da mensuração dos resultados.


Neves Batista, membro efetivo da Academia Norte Rio Grandense de Ciências Contábeis.


Nenhum comentário: