terça-feira, 8 de abril de 2014

Ator potiguar destaque na minissérie Amores Roubados concede entrevista ao Correio do Seridó e fala sobre novo projeto em novela da Rede Globo

César Ferrario participando do lançamento do Palco Giratório - Foto: Paulo Júnior - Correio do Seridó 

O ator potiguar César Ferrário esteve presente no lançamento do Palco Giratório na segunda-feira, 07 de abril, às 17h30, na Àrea Verde do Sesc Centro.

Em entrevista ao repórter Paulo Júnior (Jornal Correio do Seridó), César Ferrario disse que o Palco Giratório é um projeto inquestionável para o artista, não só da cidade de Natal, mas do Brasil de uma forma geral.

“Em primeira instância, devido ao fato dele nos dá oportunidade de trabalho. Mais de qualquer outra profissão, o sonho primeiro do artista é simplesmente ter oportunidade de trabalhar e pelo exercício do seu ofício ser justamente remunerado”, afirmou César Ferrário.

Ele relata que o Palco Giratório também possibilita a circulação e permite a integração com o trabalho dos artistas de outros Estados.

Grupo de Teatro Clowns de Shakespeare
César Ferrario participa do Grupo de Teatro Clowns de Shakesperare, inclusive foi um dos fundadores em 1993, junto com Marcos França, Fernando Yamamoto e Renata Kaiser.
César Ferrario no bate-papo durante o lançamento do Palco Giratório em Natal 

“É o meu grupo, é o grupo que eu permaneço e pretendo nele permanecer por muito tempo. A realidade do teatro para os fazedores de teatro em Natal não é diferente de qualquer outra parte do país, quando a gente se refere a esse tipo de teatro que a gente faz, que é um teatro de engajamento, um teatro de luta e batalha, onde tem os seus valores organizados não obrigatoriamente em detrimento do lucro, mas sim da estrita qualidade artística e é por isso que a gente batalha. A nossa situação ainda é muita precária, porém já foi muito pior. No passado, era uma atividade completamente relegada a uma situação amadora e hoje dentro de iniciativas, não só como essa do Palco Giratório, mas de uma série de editais de linhas incentivo do Poder Público e o do Poder Privado, embora que insuficientes, já permite minimamente a gente ter a possibilidade de uma subsistência daquilo que a gente faz”, comentou César.

Ator fala sobre participação em novelas e seriados da Rede Globo

Natural de Mossoró, de 39 anos, o ator potiguar César Ferrario vem conquistando um espaço significativo para atuação na Rede Globo de Televisão.
Imagens da minissérie Amores Roubados na Rede Globo 
César interpretou recentemente, em ‘Amores Roubados’, o vilão Bigode de Arame, um mototaxista que também estava pronto para o serviço sujo como matador de aluguel.  A performance do mossoroense agradou em cheio e chamou atenção dos telespectadores no horário nobre da televisão brasileira, a cada episódio da trama que foi construída por dez capítulos.

Antes da minissérie, César Ferrario estreou na Rede Globo fazendo uma participação na novela ‘Cheias de Charme’, em 2012. Foi lá que ele começou a mostrar talento e seu trabalho ao público em rede nacional, até chegar a minissérie Amores Roubados.

Nascido em Mossoró em 1974, aos 14 anos, o ator César Ferrario se mudou para Natal com o objetivo de estudar e a esperança de encontrar melhores oportunidades na profissão que, anos seguintes, lhe daria projeção no meio artístico. 

César Ferrario vai atuar no remake da novela Rebu
E a trajetória de sucesso do ator César Ferrario continua e ele está escalado para atuar na próxima novela da Rede Globo, no horário das 23 horas. Trata-se do remake da novela Rebu, com autoria de George Moura e Sérgio Goldenberg, responsáveis pelas minisséries O Canto da Sereia e Amores Roubados.

O Rebu será dirigido por Walter Carvalho e José Luiz Villamarim e estreia dia 14 de Julho, logo após o fim da Copa do Mundo, na emissora carioca.

No elenco estarão Bel Kowarick, Camila Morgado, Cássia Kis Magro, César Ferrario, Daniel de Oliveira, Dira Paes, Hanna Romanazzi, Jesuíta Barbosa, Jean Pierre Noher, José de Abreu, Júlio Andrade, Laura Neiva, Lima Duarte, Marcos Palmeira, Maria Flor, Mariana Lima, Michel Noher, Pablo Sanábio, Patrícia Pillar, Sophie Charlotte, Tony Ramos e Vera Holtz.

César Ferrario disse que ainda é cedo para falar, mas afirmou ao repórter Paulo Júnior que dentro em breve, todo mundo vai poder se aprofundar da história e do que vai acontecer. “Por enquanto sabemos apenas que é uma novela que se passa em um único dia e um único lugar. Numa festa em uma grande mansão, onde existe o assassinato e toda a história se passa em torno do desvendar desse assassinato”, revelou em primeira mão ao Correio do Seridó. 

Nenhum comentário: